Ribeirão terá catraca livre aos domingos

Projeto do prefeito Clovis Volpi libera passagens gratuitas aos ônibus municipais também nos feriados

Paula Cabrera

Ribeirão Pires, no ABC Paulista terá catraca livre nos ônibus aos domingos e feriados.
O projeto, de autoria do prefeito Clovis Volpi (PL) deve ser votado na Câmara amanhã (21/10), mas já tem votos para aprovação.
A data do início do benefício ainda vai ser definida. O município terá 30 dias para regulamentar a lei a partir de sua publicação, com a expectativa de entrar em vigor em novembro.
De acordo com a proposta, a estimativa é de que a tarifa zero aos domingos e feriados gere um impacto mensal de aproximadamente R$ 120 mil aos cofres municipais e as despesas serão cobertas pelo Orçamento. O benefício será válido para todos os passageiros.
Um dos objetivos, de acordo com a justificativa, é dar acesso, além do trabalho, às atividades culturais e de lazer do município, que é uma estância na Grande São Paulo.
“O auxílio proposto é a forma encontrada para garantir a continuidade do acesso aos que dependem do transporte público coletivo aos domingos e feriados para terem acesso também ao lazer e a cultura, principalmente neste período pós-pandemia, no qual todos foram afetados pelo isolamento social, que trouxe não só a queda na renda das famílias, mas também problemas de saúde mental em nossa população” explica o prefeito em um dos trechos do projeto.
A concessionária de ônibus da cidade, que é a Rigras (Suzantur), receberá o valor referente à tarifa pública de utilização por passageiro.
Pela proposta, os pagamentos serão realizados mensalmente pela administração para a companhia de ônibus, mediante a entrega do relatório do sistema de bilhetagem do município junto à Secretaria de Finanças e Administração.
A proposta foi uma promessa de campanha feito pelo prefeito Clovis Volpi. “Estivemos, desde o início do mandato, em negociação para garantir a implantação da medida, sem gerar qualquer problema ao caixa municipal. Sabemos a importância de garantir aos nossos munícipes acesso aos projetos de cultura e lazer e dar acesso livre ao transporte é fundamental para isso”, conclui Volpi.