GCM de São Caetano usa drone e descobre estabelecimento irregular, que é lacrado pelo departamento de Fiscalização

A Prefeitura de São Caetano do Sul lacrou um estabelecimento em pleno funcionamento nesta terça-feira (5/5), no Bairro Nova Gerty, contrariando a determinação do decreto municipal 11.524, de 22 de março, que suspendeu por tempo indeterminado o atendimento presencial em estabelecimentos que gerem aglomerações de pessoas, exceto aqueles que prestam serviços essenciais de saúde, o que não é o caso do lava-rápido.

O funcionamento irregular do estabelecimento foi flagrado com utilização de um drone pela GCM (Guarda Civil Municipal). O departamento de Fiscalização da Seplag (Secretaria de Planejamento e Gestão) foi acionado e encaminhou-se até o local para ratificar a informação e, confirmado o funcionamento irregular, o local foi lacrado.

“A utilização do drone é exatamente encontrar irregularidades que normalmente a GCM não poderia alcançar, neste caso por se tratar de funcionamento interno e aglomeração de pessoas, que seriam os funcionários do lava-rápido. De posse do caso, acionamos o departamento de Fiscalização, que compareceu ao local e realizou a lacração”,os explicou o secretário de Segurança, Jorge Martins Salgado.

Por Bignardi Junior | Fotos: GCM / PMSCS