Carnaval de SP é adiado por conta de coronavírus

Da Redação

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), confirmou nesta sexta-feira (24/7) que o desfile das escolas de samba de São Paulo não será realizados durante o feriado de Carnaval de 2021. O evento deve ser transferido para o final de maio.

“Finalmente batemos o martelo e adiamos o Carnaval do ano que vem”, disse Covas. Ano passado, o desfile levou 120 mil pessoas aos eventos e trouxe R$ 227 milhões em benefícios fiscais para a cidade. Os blocos reuniram 15 milhões, com benefício econômico de R$ 2,75 bilhões.

“Estamos ainda definindo, tanto com os blocos, as escolas e outras cidades uma nova data, que deve se dar a partir de maio. Deve ser ou final de maio ou começo de junho para não conflitar com o São João do nordeste”, afirmou o tucano.

O prefeito da Capital relatou que dialogou com o presidente das escolas e com a Liga das Escolas de Samba, além de responsáveis pelos blocos de carnaval, como a Adasp, Acadêmicos do Baixo Augusta, Esfarrapado, Ylu Obá di Min, entre outros, e todos entenderam a inviabilidade de realização do Carnaval para fevereiro do ano que vem.