Consórcio pleneja compra de 1 milhão de testes rápidos

Paula Cabrera

O Consórcio Intermunicipal Grande ABC planeja a aquisição de 1 milhão de testes rápidos contra o coronavírus. O anúncio foi feito na manhã desta segunda-feira (30) pelo prefeito de Rio Grande da Serra d presidente do Consórcio, Gabriel Maranhão (Cidadania) e pelo prefeito de Diadema, Lauro Michels (PV).
No vídeo, transmitido oelas mídias sociais da entidade, Maranhão confirmou que a decisão foi debatida por videoconferência comcos outros chefes do Executivo da região. Hospitalizado pelo agravamento do quadro, Orlando Morando (PSDB) foi o único que não participou da decisão.
Maranhão afirmou que a iniciativa partiu após as cidades confirmarem maior rempo de espera pelos resultados dos exames. Na coletiva desta segunda, o governo do Estado confirmou demanda represada de 12 mil testes no instituto Adolfo Lutz, o que fez o tempo médio para o resultado subir para 15 dias. O Estado confirmpu que vai repartir a confirmação para outros laboratórios, como o instituto Butantã, para dar maior celeridade ao processo. Os testes rápidos também serão usados para evitar a necessidade de contra prova. Assim, deverá ser realizado apenas um exame por PCR – o exame por gotículas de saliva e secreção nasal.
O Consórcio prevê um investimento de R$ 4,8 milhões, destinados das próprias administrações municipais. Como a quantidade de testes será distribuido conforme necessidade de cada cidade, o investimento também será planejado dessa forma.