Santo André encerra atividades do hospital de campanha do Estádio Bruno José Daniel

Em três meses de funcionamento, 446 vidas foram salvas no local; equipamentos hospitalares serão utilizados na rede municipal de saúde

Da Redação

A Prefeitura de Santo André encerrou neste sábado (22) as atividades do hospital de campanha do Estádio Bruno José Daniel, após três meses de funcionamento. Desde que começou a receber pacientes de Covid-19, em 22 de maio, 446 vidas foram salvas no local.    
 
O hospital contava com 120 leitos, sendo 10 de UTI. Os respiradores e demais equipamentos utilizados no local serão direcionados para a rede municipal de saúde, como o Centro Hospitalar Municipal Dr. Newton da Costa Brandão, o Hospital da Mulher Maria José dos Santos Stein, entre outras unidades.
 
A decisão de fechar o hospital de campanha levou em consideração a estabilidade nos casos de contaminação pelo novo coronavírus na cidade e a taxa de ocupação no Estádio Bruno José Daniel, que estava em 3%, com quatro pacientes. Os últimos munícipes que estavam internados tiveram alta neste sábado.      
 
O atendimento no hospital de campanha do Estádio Bruno José Daniel teve a humanização como marca. Entre as iniciativas estão a Central de Visita Virtual – que permitiu aos familiares manterem contato com os pacientes por meio de videochamadas –, assistência de psicologia e serviço social, entre outras ações de acolhimento.
 
Santo André continua com toda a estrutura necessária para garantir o cuidado aos munícipes nesta nova fase de combate ao coronavírus. A cidade ainda conta com dois hospitais de campanha em funcionamento, no Complexo Esportivo Pedro Dell’Antonia, com 180 leitos, e no ginásio da UFABC, com 110 leitos, ambos ainda sem previsão de desativação.    
 
Os pacientes ficaram internados em média dez dias no hospital de campanha, que atendeu 447 pessoas e registrou apenas um óbito.