Festa para integração de crianças especiais reune 1500 em Mauá

A terceira edição da Festa das Crianças, realizada pela Instituição Tayná Mãos Que Abraçam para famílias com filhos especiais, reuniu cerca de 1.500 pessoas, entre crianças, com algum tipo de deficiência, e familiares que compareceram ao evento no Ginásio Celso Daniel, em Mauá, no último domingo (20/10).

A perda da filha para uma hidrocefalia foi o estopim que impulsionou Madalena Silva a promover uma reunião anual de mães de crianças especiais para uma festa. Segundo Madalena, o intuito da festa é proporcionar momento de lazer para as crianças e seus responsáveis. ‘Sabemos que muitas mães acabam se isolando, evitando alguns lugares para evitar mesmo olhares tortos, julgamentos. Aqui, a criança pode se divertir e ser o que ela é”, afirma.

A festa que acontece com doações de parceiros, traz brinquedos e brincadeiras que permitem que as crianças possam participar, independente da deficiência.

Quem foi curtiu apresentações de bonecos e capoeira, cama elástica, e pode degustar lanche, pipoca, suco e refrigerante. “E há inclusão. Todo mundo que quer brinca. Cadeirante, crianças com deficiência intelectual”, explica Madalena.

O único cuidado é evitar música e barulhos que incomodem, segundo Madalena. “As crianças com autismo sempre são muito bem recebidas e tem nossa preocupação total para que se sintam confortáveis para brincar no evento”, diz Madalena.

 A festa contou com o apoio do Poder Público, mas principalmente do auxílio da comunidade e com doações de empresas e parceiros. “Temos brinquedos e lanches, tudo feito e pensado para que essas crianças possam participar, interagir, se divertir numa festa que foi pioneira em São Paulo para esse tipo de público”, conclui Madalena.