Juiz João Veríssimo fecha frente de renovação para Mauá em aliança com Luizão da Comunidade e Pr. Fábio Saturino

Projeto inovador do pré-candidato a prefeito aposta em pessoas novas na política para resgatar a cidade dos escândalos de corrupção

Paula Cabrera

O pré-candidato à Prefeitura de Mauá, Juiz João Veríssimo (PSD) aumentou seu arco de alianças na última semana em mais um importante passo para reforçar seus alicerces de campanha e definir o cenário eleitoral da cidade. A novidade é a união com o Pr. Fábio Saturino e o Luizão da Comunidade, que abriram mão da disputa individual para fortalecer o projeto de renovação e combate à corrupção de Veríssimo. Com isso, o juiz fica à frente de outros pré-candidatos na cidade que ainda ensaiam parcerias. O maior número de pré-candidatos a vereador fazendo campanha por seu nome e menos opções na majoritária alavancam a expectativa de alçar o juiz com mais facilidade ao segundo turno e, dessa forma, evitar a polarização entre o atual prefeito Atila Jacomussi (PSB) e o vereador e pré-candidato pelo PT, Marcelo Oliveira.

“Nossa cidade tem sofrido com corrupção prefeito atrás de prefeito. Não podemos aceitar isso! É preciso unir forças para ajudar Mauá, essa foi nossa escolha, construída de forma coletiva para o bem da cidade. Tenho que trabalhar muito para não o Luizão, o Fábio e o povo de Mauá, porque não é meu sonho mais. É um sonho nosso. É a luta do bem contra o mal”, diz o juiz.
O Pr. Fábio exaltou a aliança e afirmou que o “João Veríssimo representa o novo. Vem com uma proposta inovadora para o que a cidade precisa neste momento”.
Já Luizão, liderança política conhecida na região do Jd. Mauá, exalta o nome de João como sinônimo de justiça e fortalecimento do núcleo social. “Precisamos ouvir o povo e meu povo quer mudança. Apoiamos o Juiz João porque nos identificamos com os ideais dele para a cidade”, afirma.
A parceria com o Podemos ocorre desde o começo do projeto. Em março, Juiz João recebeu a deputada federal Renata de Abreu, presidente nacional do Podemos, que confirmou que os dois partidos “têm visão em comum sobre o que construir para o futuro da cidade”.
Com a mudança na legislação eleitoral, não há mais aliança para a eleição de vereadores, o que não inibe, no entanto, o apoio político.
A expectativa é de que o vice na chapa de Juiz João seja indicado por um dos partidos da coligação, que ainda conversa com outros partidos para enxugar mais o número de nomes à Prefeitura e alavancar o pré-candidato a prefeito.

Nos bastidores, há conversas avançadas com outras legendas. “Estamos construindo um projeto para que o povo de Mauá volte a sentir orgulho da cidade, para que não tenhamos mais apenas manchetes negativas e sobre corrupção. Há muito a fazer, mas agir corretamente é a principal bandeira. Temos coragem para fazer e sabemos que é possível”, conclui o Juiz.