Santo André cria hospitais de campanha para atender 400 pacientes

Cidade aguarda ainda envio de equipamentos para transformar 200 leitos do CHM em UTIs

Paula Cabrera

A Prefeitura de Santo André tem se destacado no combate ao Coronavírus. O prefeito da cidade, Paulo Serra (PSDB), tem tomado a dianteira nas decisões para preservar vidas no ABC. Entre as principais iniciativas está a construção de três hospitais de campanha. Dois, já quase em funcionamento – um no Estádio Bruno Daniel e outro no Complexo Esportivo Pedro Dell’Antonia. Um terceiro, no prédio da UFABC – Universidade Federal do ABC, que deve começar a receber materiais nos próximos dias.

Santo André ganhará 320 novos leitos exclusivamente dedicados ao atendimento de casos do novo Coronavírus, que podem chegar a 400, segundo o secretário de Saúde, Márcio Chaves. “É uma grande mobilização de todo o governo Paulo Serra. Cabe a Secretaria de Saúde mobilizar os profissionais e gerir os espaços. Aqui teremos atendimentos de simples e média complexidade e teremos exames laboratoriais, exames de imagens, tudo”, diz Márcio.

A expectativa de Márcio é que a partir da próxima semana sejam instalados 80 novos leitos na quadra da UFABC. “Será melhor também para atendermos aquele subdistrito”, diz.

O secretário reforça ainda que aguarda do Ministério da Saúde e da Secretaria de Saúde do Estado o encaminhamento de 200 kits de UTI para aumentar o número de leitos disponíveis na cidade. “Nós teríamos condições de transformar boa parte dos leitos do CHM – Centro Hospital Municipal em leitos de UTI, para atender os pacientes que podem precisar de ventilação mecânica”, diz Márcio.

Em paralelo à essa medida, os agentes de saúde estão reforçando as visitas para munícipes que fazem parte do grupo de risco, formado por idosos, gestantes, doentes crônicos, entre outros.