Educação RP inicia recuperação de escolas e reestrutura rede de ensino em 100 dias de Governo

Desafios pedagógicos no ensino remoto e preparativos para a retomada segura de atividades presenciais foram temas centrais no período

Os 100 primeiros dias da nova gestão da Secretaria de Educação foram marcados pela reestruturação da rede municipal, em meio à pandemia do coronavírus. Levantamento técnico feito em janeiro deste ano foi o ponto de partida para ações dentro e fora das unidades de ensino. Investimentos estruturais, a reorganização de equipes e dos fluxos de trabalho e o fortalecimento pedagógico durante período de atividades remotas estão entre os avanços no setor.

Prefeitura iniciou em janeiro Programa de Recuperação de Escolas Municipais, que integra preparativos para a retomada segura de aulas presenciais

“A Educação deve ser pensada e construída por toda a rede de ensino, com diálogo e medidas que priorizem o aprendizado dos alunos. Nos primeiros dias de janeiro encontramos um cenário preocupante. Unidades sem condições estruturais para a retomada de atividades presenciais, falta de profissionais e de equipamentos para o desenvolvimento de projetos. Com muito trabalho começamos a reverter este quadro. Já tivemos importantes conquistas que vão render bons frutos para nossas crianças e jovens”, afirmou a secretária de Educação da cidade, Rosi Ribeiro de Marco.

Ainda em janeiro, a Prefeitura deu início ao Programa de Recuperação de Escolas. Todas as 33 unidades escolares, que atendem a quase 7 mil estudantes (do Ensino Infantil ao Fundamental II), receberam serviços de zeladoria. Intervenções maiores também estão em andamento.

Na E.M. Prof. Lavínia de Figueiredo Arnoni, reparo de encanamento resolveu grave problema de desperdício de recursos públicos. Desde o início de 2020, vazamento resultou em uma conta de R$ 180 mil/ano à unidade (que estava fechada em razão da pandemia).

Na E.M. Eng. Carlos Rohm, por meio de parceria com a Secretaria de Infraestrutura e Zeladoria, a Educação reformou piso da área de embarque e desembarque de alunos. A intervenção também soluciona antigo problema no local, garantindo mais segurança para estudantes e toda a comunidade no entorno da escola.

Confira outros importantes avanços nos 100 primeiros dias de Governo da Educação de Ribeirão Pires:

  • Fortalecimento do ensino remoto por meio de avaliações com alunos e profissionais das escolas e da formação das equipes escolares;
  • Aquisição de insumos e EPIs para unidades escolares – atendimento aos protocolos sanitários de prevenção ao coronavírus;
  • Elaboração do plano de retomada das aulas presenciais para a rede municipal;
  • Reuniões com Conselho Municipal da Educação, Ministério Público e representantes das redes de ensino sobre retomada de aulas presenciais – transparência e diálogo aberto com toda a comunidade;
  • Assinatura de Termo de Licença com o Instituto Ayrton Senna – Renovação da parceria para os programas “Gestão Nota 10” e “Gestão da Política de Alfabetização”;
  • Edital de seleção interna de profissionais para gestão escolar e orientação pedagógica – reestruturação do quadro de funcionários da Educação;
  • Criação do Conselho Municipal de Acompanhamento e Controle – CASC/Fundeb;
  • Elaboração de PL para destinação de recursos às APMs – proposta quase dobra o valor repassado às escolas (de R$ 169 mil em 2020 para R$ 294 mil para 2021);
  • Prorrogação do Concurso Municipal N° 04/2019 – entre os cargos, vagas para professor A e professor B;
  • Atribuição de aulas para todos os Professores de Desenvolvimento Infantil, regularizando a situação de 90 profissionais que estavam sem sala de aula (ADIDAS);