Apoiadores de Atila voltam a agredir cabos eleitorais de outros partidos

Mulher teria machucado a mão após receber socos de candidato a vereador da chapa de prefeito; vídeos mostram ânimos acirrados após situação

Paula Cabrera

Apoiadores da campanha do prefeito de Mauá, Atila Jacomussi (PSB), teriam voltado a se envolver em confusão com cabos eleitorais de outro candidato à Prefeitura de Mauá. Dessa vez, uma mulher que panfletava para o Juiz João Veríssimo (PSD), na região central da cidade, diz ter sido vítima de violência de um suposto candidato à vereador da chapa de Atila. Identificada como Regiane, a moça conta que o homem tirou todos os panfletos de sua mão com um soco, que teria causado a necessidade de encaixamento da mão.
Vídeos que mostram a confusão circulam nas mídias sociais, mas não mostram o momento exato, apenas a militância tentando apaziguar os ânimos após a suposta agressão e os ânimos acirrados entre os militantes.
Com medo de retaliações, Regiane diz não ter aberto boletim de ocorrência. “Estávamos entregando os papéis ali no centro e eles vieram para cima da gente, sem qualquer razão. Isso é absurdo”, diz.
Há pouco mais de duas semanas, militantes do prefeito também teriam agredido cabos que faziam campanha para o vereador dr. Luiz Cuer (PT), que apoia Marcelo Oliveira (PT) à Prefeitura de Mauá. A confusão aconteceu no sábado (17/10), no Jardim Zaíra. O diretório estadual do PT chegou a emitir nota de repúdio “às lamentáveis agressões sofridas por apoiadores do candidato”, diz o texto.
Segundo os cabos eleitorais, que pediam votos para o candidato petista, cabos eleitorais de Atila “tentaram impedir que a apoiadores do Dr. Luiz Cuer seguissem em ato, mas, como a tentativa foi frustrada, passaram a agredir covardemente os militantes presentes, durante campanha na feira livre do Jardim Zaíra”.
De acordo com a executiva do PT, cinco pessoas foram agredidas e hospitalizadas. Entre elas, três mulheres e um adolescente de 16 anos. “Chutes foram desferidos contra o rosto de um dos presentes e outro chegou a levar pontos por ter sido golpeado com uso de um soco-inglês. O Boletim de Ocorrência foi registrado e as devidas ações legais foram tomadas. Apesar do atentado, felizmente todos passam bem.”
Nas redes sociais, o candidato a vereador lamentou a situação e publicou vídeos dos apoiadores que teriam sofrido as agressões. No registro, uma mulher mostra pessoas com bandeiras do PT visivelmente nervosas, no entorno da feira de sábado do Zaíra e afirma que o marido teria sido um dos principais agredidos. O filho do casal, de cerca de cinco anos, é mostrado no vídeo pois os acompanhava. “Jogaram nosso material no chão, fomos covardemente perseguidos”, diz na gravação.
O JNC tentou contato com a assessoria de Atila, mas ele não respondeu aos questionamentos até o fechamento desta edição.