Quarentena exige boa utilização das redes de esgoto nas residências de Mauá

Diante da pandemia de Covid-19, a recomendação dos órgãos sanitários e das autoridades médicas é para que as pessoas evitem aglomerações e deslocamentos que não sejam essenciais.
Como a transmissão do vírus se dá por contato pessoal, medidas para evitar a circulação têm sido adotadas em vários países, estados brasileiros e nos municípios de nossa região. Em Mauá, assim como na Região Metropolitana de São Paulo, o período de quarentena foi decretado para ocorrer até o próximo dia 11 de maio.
Para este período, marcado por uma série de restrições, a principal orientação é para que as pessoas permaneçam em suas casas. O isolamento das famílias dentro dos imóveis requer atenção redobrada com higiene pessoal e limpeza, e, dentro desse contexto, cuidados básicos relacionados ao sistema de esgoto.
A BRK Ambiental, responsável pelos serviços de esgotamento sanitário em Mauá, lembra que as redes de esgoto não foram projetadas para transportar lixo ou outros resíduos indevidos e que sua má utilização pode causar transtornos a todos, ainda mais no atual momento de pandemia.
“Sabe aquele resto de comida que foi jogado na pia da cozinha? E aquele papel higiênico descartado pelo vaso sanitário? Tem ainda o óleo de cozinha que ao invés de ser reaproveitado foi lançado no ralo. Todos estes resíduos que, em algum momento, foram – erroneamente – destinados para a rede de esgoto podem gerar algum tipo de problema, seja no entupimento das ligações ou das redes, no extravasamento das tubulações e até em retorno de esgoto para dentro dos próprios imóveis”, alerta Bruno Gravatá, gerente de operações da concessionária.
A empresa informa ainda que, durante o trabalho de limpeza das redes e das ligações de esgoto, os materiais mais encontrados são resíduos sólidos – entre eles, fio dental, papel, absorvente, preservativos e peças plásticas, incluindo peças de brinquedos, entre outros. Fios de cabelo também são grandes vilões do esgoto. Qualquer resíduo sólido deve ser destinado ao lixo, e não nas tubulações de esgoto.
“O uso correto do sistema de esgoto deve ser um hábito e, principalmente, um compromisso de todas as pessoas, especialmente neste período em que a maior parte da população permanece em casa”, reforça o gerente operacional.

Cuidados como esses ajudam a reduzir a necessidade de manutenções, com eventuais paralisações do fornecimento dos serviços. E, consequentemente, diminuem a circulação das equipes de trabalho nas ruas, contribuindo para a preservação da saúde de todos.
A BRK Ambiental, por prestar um serviço essencial de saneamento no município, mantém sua rotina de operação, adotando uma série de medidas de prevenção às equipes de campo.
“Precisamos manter a rotina de trabalho de nossas equipes para garantir o funcionamento do sistema de esgoto em Mauá. O trabalho das equipes de redes, manutenção e operadores da Estação de Tratamento é fundamental, especialmente neste momento em que muitas pessoas estão em casa”, afirma Edi Bortoli, Diretor Regional de Operações da BRK Ambiental.
A empresa orienta que em casos de entupimentos, extravasamentos ou retornos de esgoto, os clientes utilizem os canais digitais de atendimento.
A BRK Ambiental pode ser acionada pelo Call Center 0800 771 0001, que tem funcionamento 24h, ou pelos perfis da empresa nas redes sociais.