Diadema usa jato d’água para acabar com pancadões; Mauá cobra ação de Prefeitura

Em Mauá, aglomerações também aconteceram na Portugal, sem fiscalização

Paula Cabrera

A Prefeitura de Diadema precisou apelar para um caminhão com jatos d’água para colocar fim aos pancadões que aconteciam na noite de noite de sábado (18/07) no Morro do Samba.
Vizinhos do local onde era realizada a festa irregular gravaram o momento em que os GCMs (Guardas Civis Municipais) chegaram para acabar com a festa, que reunia centenas de pessoas, sem máscaras, e que incomodava os moradores com alto som nos veículos.
Nesta segunda-feira (20/7), o SPTV chegou a mostrar também a avenida Portugal, em Mauá, que no sábado mostrava bares abertos e muita gente sem máscaras nos canteiros da avenida. Neste momento, o decreto municipal autoriza a abertura por período de cinco horas, com preferência para funcionamento durante o dia. Nas mídias sociais, o pedido para que a operação tolerância zero entre em ação tem ganho cada vez mais espaço em páginas da cidade e também de candidatos de oposição à Prefeitura de Mauá.

Diadema
Av. Portugal em Mauá