Marcelo Oliveira é internado com pneumonia por conta de covid-19

Pré-candidato à Prefeitura de Mauá pelo PT segue em quarto normal, sem necessidade de oxigenação

Paula Cabrera

O vereador e pré-candidato à Prefeitura de Mauá, Marcelo Oliveira ( PT) está internado no Hospital Brasil, em Santo André, após ter tido agravamento do seu quadro no combate ao covid-19. Segundo a assessoria de imprensa do vereador, ele foi diagnosticado com uma pneumonia, que resultou na necessidade de internação.
Ainda segundo sua equipe, “o quadro clínico do vereador e pré-candidato a prefeito de Mauá pelo PT Marcelo Oliveira é estável”. “Marcelo Oliveira não apresenta febre e está respirando normalmente. A mulher dele, Fernanda, que também testou positivo para a doença e se recupera de uma cirurgia de urgência na coluna, segue em isolamento em casa, com sintomas leves”, completa a nota.
Em live realizada nesta segunda-feira (27/7), o vereador já havia confirmado que esteve temporariamente internado por conta do agravamento do quadro do covid-19. Durante um bate-papo transmitido em suas mídias sociais, com a participação de seu coordenador de campanha, Rômulo Fernandes e seu vice, Oswaldo Dias, o vereador disse que foi pego de surpresa com a notícia e a evolução do quadro. “Estava me sentindo mal, com dor no corpo, febre e dores de barriga e, quando recebi o resultado, corri para o Hospital. Já estava lá quando me ligaram para fazer uma consulta por telemedicina, mas acabei passando na triagem do próprio hospital, quando colocar aquele treco no meu dedo (oxímetro) a oxigenação estava em 92% e a enfermeira me disse que eu precisaria ir para UTI”, disse ele.
Segundo o pré-candidato, na data uma tomografia apontou comprometimento de 5% do pulmão. A assessoria de Marcelo não confirmou se houve piora desse quadro, mas ressaltou que ele segue em quarto normal, sem necessidade de oxigenação.
Marcelo testou positivo para covid-19 na última semana. Sua esposa, Fernanda, que passou por uma cirurgia na coluna há poucos dias, começou a apresentar e foi levada para a emergência, onde confirmou estar com o covid-19.
Ao saber da situação, Marcelo suspendeu a agenda e ficou em casa. Desde então, saiu apenas duas vezes para ir ao hospital. Uma delas na terça-feira, dia 21, quando também apresentou sintomas e realizou o teste. Na quinta o vereador confirmou o positivo também no seu exame.
Segundo ele, os filhos do casal uma menina de dez e um menino de cinco, estão com um cunhado, que também fez os exames e recebeu negativo no diagnóstico. Eles também seguem em isolamento social pelo menos até domingo, segundo o vereador. “É muito difícil porque eles não entendem muito o que está acontecendo, mas foi a melhor decisão. Nos sentimos mais seguros assim”, explicou.