Vila do Doce: Volpi relembra conquista da obra que se tornou um marco de desenvolvimento e turismo da cidade

Inaugurada em 19/01/2008, a Vila do Doce passou a ser mais uma opção de lazer para a população da Estância Turística de Ribeirão Pires e um dos principais atrativos turístico e gastronômico da cidade. Os quiosques, incluindo alimentação e artesanato, são atrativos para turistas e movimentam a economia da cidade.

Durante uma Live em suas redes sociais, o ex-prefeito de Ribeirão Pires, Clovis Volpi (PL), explicou como foi a idealização e conquista da obra durante sua gestão.

“Eu visitei a cidade de Penedo no Rio de Janeiro e lá tinha a Casa do Papai Noel – uma praça com restaurantes e uma casa do personagem natalino. Na época, levamos 2 ou 3 secretários para lá, com a ideia de fazermos em Ribeirão a Casa do Papai Noel, pois nós precisávamos ter um local onde as pessoas da cidade pudessem se encontrar num ambiente familiar”, explicou o ex-prefeito.

Volpi contou como foi a mudança do projeto e execução da obra. O custo total da obra foi de R$ 400 mil – coberto pelo DADE – Departamento de Apoio ao Desenvolvimento das Estâncias, órgão estadual que financia projetos com potencial turístico.

“Originalmente seria Vila do Papai Noel, porém ficaria restrita ao período natalino, então nasceu a ideia da Vila do Doce, contratamos um projeto e demos início a obra. Foi um grande sucesso a Vila do Doce, um local que as famílias estavam presentes, não era permitido a venda de bebida alcoólica, sempre tinha atrações no palco central, foi um marco para a cidade”, finalizou Volpi.

O atual presidente do PL na cidade, Nonô Nardelli à época presidia a ACIARP e explicou o desenvolvimento que a Vila trouxe para a cidade. “Foram gerados mais de 200 empregos. Além disso, são mais comércios ampliando a economia da cidade”, explicou Nardelli.