Mauá: Prefeitura vistoria e fecha mais de 155 estabelecimentos

Locais não respeitaram lockdown e mantiveram portas abertas após as 21h; um deles tinha narguiles passados entre clientes, o que aumenta chances de contaminação

Da Redação

Agentes da Guarda Civil Municipal e fiscais da Vigilância Sanitária foram às ruas conferir o cumprimento das normas estabelecidas nos decretos municipais em vigor, para combater a disseminação da Covid-19 na cidade.
Na operação iniciada por volta das 18h de sábado (27/02), dos cerca de 200 estabelecimentos vistoriados, 155 deles fechados. Foram lavrados ainda 12 termos de intimação, 6 autos de infração e um deles multado e lacrado, pela comercialização e utilização de narguilés, que pode ser um importante veículo de contaminação pelo coronavírus, pois em sua utilização, as pessoas compartilham, o mesmo equipamento e muitas vezes o mesmo bocal.

Os agentes também interromperam dois bailes funks, nos jardins Cerqueira Leite e Oratório, e uma festa em buffet no Jardim Primavera. A GCM atendeu a cerca de 70 chamados e denúncias no número 153.

O objetivo maior de todo esse trabalho é salvar vidas num momento tão difícil que a pandemia tem provocado. Por isso vamos para combater aglomerações.

Lockdown noturno

É importante lembrar as regras que estão valendo em até 7 de março em Mauá:

Das 23h às 4h, só será permitida a circulação de pessoas nos casos de urgência e emergência.

O encerramento das atividades comerciais deverá ser às 21h.

A medida não se aplica a:

• Hospitais públicos e privados
• Serviços de saúde de urgência, emergências e às farmácias.
• Atividades industriais
• Atividades de delivery

Estamos trabalhando para preservar as vidas das famílias. Colaborem. Vamos nos unir nessa batalha contra a Covid-19.