Com Zanetti como espelho, nova joia da ginástica de São Caetano começa a brilhar

Desde antes do ouro olímpico de Arthur Zanetti (argolas), em Londres-2012, a ginástica artística de São Caetano do Sul domina as competições estaduais e nacionais. Hegemonia construída ao longo das décadas com investimento nas categorias de base. E mais um fruto deste trabalho começa a se destacar: Yuri Monteverde.

Neste mês, o ginasta prodígio ganhou três medalhas no Pan-Americano Juvenil, disputado no México: ouro (solo), prata (salto) e bronze (equipe). Prestes a completar 18 anos (em 25 de julho), Yuri passará a disputar as competições adultas, ao lado do já consagrado Arthur Zanetti.

“Iniciei na ginástica quando tinha 7 anos, no Centro Esportivo do Ibirapuera, na Capital. Após alguns anos meu técnico Caio (Guilherme) indicou para meus pais que São Caetano era um verdadeiro celeiro de grandes ginastas, e nós viemos para cá. Em 2012, realizei um teste e passei”, recorda Yuri, que realizou teste à época com os treinadores Marcos Goto, Rodrigo Sampaio Caron e Hugo Lopes de Oliveira.

TREINOS
Nos primeiros meses de treinos em São Caetano, Yuri era levado pelos avós, de São Paulo para São Caetano, até que seus pais decidiram que viriam morar na cidade para o filho estar mais próximo do local de treinamentos. Em 2013, o ginasta e a família já moravam no Bairro Boa Vista, bem próximo do local de treinos. Atualmente, Yuri mora no Bairro Santa Paula

Seu primeiro encontro com Zanetti, que havia acabado de conquistar a medalha de ouro em Londres, foi surpreendente. “Ao mesmo tempo em que eu estava atônito por estar treinando ao lado de um campeão olímpico, isso me dava a cada dia mais ânimo e vontade de treinar mais e melhor para chegar um dia onde ele chegou”, complementa Yuri.