Prefeitura de São Caetano inicia hoje Campanha de Prevenção ao Câncer Bucal

A Prefeitura de São Caetano inicia nesta terça-feira (11/5) a Campanha de Prevenção ao Câncer Bucal, com orientações e triagens em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) e no drive thru de vacinação da Garagem Municipal, que contará com a Unidade Móvel de Odontologia.

A campanha será realizada durante todo mês, das 8h às 17h, e atenderá em livre demanda, não sendo necessário fazer agendamento para realizar a triagem. Na segunda-feira (10), 23 dentistas da Atenção Básica, que atuarão na Campanha, participaram de aula e matriciamento de diagnóstico do câncer, realizada em parceria com a Faculdade de Odontologia da USCS (Universidade Municipal de São Caetano do Sul).

“Ter uma vida saudável e evitar os fatores de risco são importantes para diminuir o aparecimento da doença. Os exames de rotina possuem papel fundamental para identificar problemas na fase inicial, possibilitando tratamento e cura”, afirmou o prefeito Tite Campanella.

Na triagem, o dentista vai observar se existem manchas brancas, feridas e outros sinais que podem estar associados à essa doença. O tabagismo, responsável por 80% a 90% dos casos; além do uso excessivo de álcool, exposição ao sol sem proteção solar e infecção pelo vírus HPV são alguns dos fatores de risco à doença.

“O diagnóstico precoce é fundamental para o sucesso do tratamento. Se não for detectado no início, o câncer bucal pode exigir tratamentos que vão da cirurgia à radioterapia ou quimioterapia”, explicou a secretária de Saúde, Regina Maura Zetone.

O câncer de boca é o câncer que afeta lábios, língua e mucosa oral. “Segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca), estima-se que no Brasil são registrados cerca de 15.490 novos casos de Câncer Bucal por ano. Desse total, 11.140 são homens e 4.350 mulheres. A prevenção e o diagnóstico precoce podem salvar vidas. Se há metástase, a taxa de cura cai para 20% somente”, explicou a coordenadora da Odontologia, Ingrid Calmona.

As visitas periódicas ao dentista devem fazer parte da rotina e ajudam a identificar pequenas lesões que, se não tratadas, poderão evoluir para alguma forma de câncer. É importante estar atento ao surgimento de qualquer sinal de alerta. Diante de alguma lesão que não cicatrize em um prazo máximo de 15 dias procure um dentista.