Mauá volta a incluir grávidas e puérperas com comorbidades na vacinação contra Covid

Imunização com doses da Astrazeneca foi suspensa pelo Estado; agora, as mulheres deste grupo prioritário vão receber a primeira dose da Coronavac

Depois de suspender a imunização contra a Covid a grávidas e a puérperas (mulheres que deram à luz nos últimos 45 dias) com comorbidades por determinação do Estado, Mauá retoma nesta segunda-feira (17/05) a vacinação a mulheres a partir de 18 anos que integram este grupo prioritário (confira o link //tinyurl.com/lista-comorbidades).

A vacinação deste público estava prevista para iniciar terça-feira passada (11/05), mas a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) recomendou a suspensão do imunizante da Astrazeneca em gestantes, que haviam sido incluídas como prioridade no Plano Nacional de Imunização em abril, após a morte de uma grávida que tinha sido vacinada com o imunizante. Com a chegada de novas doses da Coronavac ao município, nesta sexta-feira (14/05), Mauá retoma a vacinação a este grupo prioritário.

A vacinação ocorrerá de segunda a sexta-feira nas 23 UBSs (Unidades Básicas de Saúde) da cidade, das 9h às 16h, e no Ginásio Celso Daniel, que vai funcionar apenas no sistema drive-thru, das 9h às 12h – a entrada é pela Rua Vitorino Dell’Antonia, no estacionamento da Prefeitura. As UBSs Magini, Zaíra 2 e Flórida terão horário estendido na segunda-feira (17/05) e na terça-feira (18/05), operando das 9h às 20h.

Além de ser maiores de idade, as integrantes deste grupo prioritário devem residir em Mauá e apresentar comprovante de residência e CPF no local de vacinação. Também é necessário ter em mãos o original e a cópia do comprovante de acompanhamento e/ou pré-natal ou laudo médico (para as gestantes), certidão de nascimento da criança (para as puérperas), receitas, relatório ou prescrição médica, bem como cadastros preexistentes nas UBSs que comprovem a comorbidade (para gestantes e puérperas).

Com o lançamento da campanha ‘Mauá na luta contra a fome’, qualquer pessoa pode fazer a doação de um alimento não-perecível da cesta básica. Se puder, faça a doação após ser vacinado. Não é obrigatório, mas ajudará muito a quem não tem o mínimo para colocar na mesa.

A Prefeitura de Mauá reforça o pedido às pessoas ficarem em casa na medida do possível. Caso realmente precisem sair, cuidem-se. Usem corretamente a máscara, mantenham a higiene das mãos e o distanciamento social. Evitem aglomerações.