Prefeitura amplia prazo para Bradesco assumir Folha de pagamento

Publicação no Diário Oficial deu mais 210 dias para instituição se preparar

Paula Cabrera

A Prefeitura de Mauá aumentou nesta semana o prazo para que o banco Bradesco assuma o gerenciamento e processamento da folha de pagamento dos servidores públicos da administração. Segundo publicação no Diário Oficial, a instituição terá um prazo de 210 dias para passar a controlar pagamentos dos servidores municipais.
A homologação do certame foi publicada em fevereiro no Diário Oficial do município. A instituição financeira arrematou por R$ 15.840.000,00, por um contrato com duração de 60 meses.
De acordo com o termo de referência anexado ao edital da licitação, a folha de pagamento da Prefeitura de Mauá (administração direta) movimenta anualmente mais de R$ 258 milhões, em valor bruto, para remunerar 6.090 servidores.
Além de gerenciar a folha, a instituição poderá instalar com exclusividade uma agência bancária dentro do Paço Municipal e um atendimento eletrônico no Hospital Dr. Radamés Nardini.
A previsão era de que serviços começassem a ser oferecidos até 60 dias após a assinatura do contrato, mas a Prefeitura não informou o cronograma de transição.

PROBLEMAS COM A CAIXA
Na semana passada, um problema de sistema na Caixa Econômica Federal atrasou o pagamento de servidores municipais de Mauá. A informação foi confirmada pelo Sindserv (Sindicato dos Servidores), que representa a categoria. Segundo o diretor do órgão, Marcelo Órfão, os pagamentos foram realizados por volta das 17h, quando o sistema voltou a operar. Servidores com portabilidade de salários -quando ele é automaticamente transferido para outro banco – ainda enfrentaram problemas, mas em casos pontuais.
A informação da administração municipal é de que houve um erro do banco que não permitiu que os valores fossem creditados na conta, conforme ocorre normalmente. Haveria ainda problemas de acesso de sistema para operações comuns – como depósitos, pagamentos e saques- em todas as agências do Estado. O acesso ao aplicativo da Caixa também estaria com problemas. O JNC entrou em contato com o banco, mas ainda não recebeu retorno. Devido a pandemia, a comunicação está respondendo demandas apenas por e-mail.
As fotos com imensas filas do banco viralizaram nas mídias sociais, afirmando que seriam servidores descontentes com a situação. O sindicato nega. “A informação que temos é que há um problema no sistema da Caixa que atrasou o depósito dos pagamentos até o momento. Mas, a fila dessas fotos, até aonde sabemos, não tem relação com o atraso dos depósitos”, diz.