Rodrigo Garcia e Alexandre Baldy apresentam BRT aos prefeitos da região

Projeto que ligará ABC até SP começa em 120 dias e deverá custar R$ 170 milhões

Das agências

O projeto do BRT (sigla em inglês para transporte rápido por ônibus) que vai ligar a Região à Capital Paulista foi apresentado nesta quinta-feira (20/5) aos prefeitos do ABC. O vice-governador Rodrigo Garcia e o secretário estadual dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy apresentaram a proposta aos prefeitos de São Bernardo do Campo, Orlando Morando; de São Caetano do Sul, Tite Campanella; de Diadema, José de Filippi Júnior; de Mauá, Marcelo Oliveira; de Ribeirão Pires, Clovis Volpi; e de Rio Grande da Serra, Claudinho da Geladeira. Os deputados estaduais Thiago Auricchio e Carla Morando também participaram do encontro.
Rodrigo Garcia e Baldy informaram que as obras devem começar em 120 dias e a previsão é inaugurar o modal entre o final de 2022 e o início de 2023. Além de detalhar o BRT-ABC, os representantes do Estado anunciaram 120 novos ônibus até julho.
O engenheiro projetista Paulo Belisário, da ABC Sistema de Transporte, empresa responsável pela elaboração do projeto básico, explicou o percurso do novo modal em detalhes. O BRT-ABC vai conectar por meio de ônibus, via corredor exclusivo, os municípios de Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul a São Paulo.
Indagado sobre as questões das desapropriações, o engenheiro afirmou que inicialmente o projeto prevê cerca de 54 imóveis desapropriados (públicos e privados). O vice-governador afirmou que as desapropriações custarão R$ 170 milhões a serem pagos totalmente pela iniciativa privada.
O projeto prevê 18 quilômetros de via expressa, com 20 paradas, três terminais e uma frota de 82 ônibus elétricos, com ar-condicionado, silenciosos e não poluentes, articulado, com 23 metros.
O sistema de integração dos municípios da região do ABC com a capital fará o trajeto de ponta a ponta, do terminal São Bernardo ao Terminal Sacomã, na capital, em 40 minutos na modalidade expressa. Além do bilhete expresso que dará a opção de o passageiro fazer menos paradas, haverá duas outras opções, tradicional e semiexpressa.
O trajeto terá início no Terminal São Bernardo da EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos), e passará por importantes vias da região, entre elas as avenidas Aldino Pinotti, Lauro Gomes e Guido Aliberti, com acesso à Fundação do ABC e ao Instituto Mauá de Tecnologia. Já na capital paulista, a viagem seguirá pelas avenidas Almirante Delamare e Presidente Wilson, com acesso ao Terminal Tamanduateí, e pela Rua das Juntas Provisórias, com destino à Estação Sacomã.
O vice-governador ressaltou que a mobilidade urbana impacta diretamente a qualidade de vida da população e classificou o projeto do BRT-ABC como inovador.