Enfermeira da UPA Zaíra morre de covid-19

Dona Zilda tinha 60 anos e estaria afastada das funções

Paula Cabrera

A Prefeitura de Mauá perdeu nesta segunda-feira (8/6) mais uma profissional de Saúde na batalha contra o covid-19. A enfermeira Zilda Serafim, conhecida como Dona Zildinha, de 60 anos, estava internada no Hospital Intermédica de São Bernardo, mas não resistiu a doença.
Dona Zilda trabalhava na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Jardim Zaíra e era muita querida por todos. Vários amigos e familiares lamentaram a perda da profissional pelas redes sociais. Segundo a administração do prefeito Atila Jacomussi ( PSB) a enfermeira estava afastada das funções.
A preocupação entre os sevidores de Saúde de Mauá, no entanto, voltaram ao radar da classe com a notícia. O Diretor Executivo do Sindserv, Marcelo Órfão diz que o sindicato tem cobrado a ampliação da aplicação dos testes, como outras cidades da região tem feito, pois o clima entre os profissionais é de incertezas e instabilidade. “É preciso uma atenção além de bônus salariais aos servidores da linha de frente, bem como de amparo à municipalidade. Afinal, grande parte dos profissionais são munícipes. Mauá é uma cidade dormitório e muita gente trabalha em cidades que são epicentros de contaminação na região, como São Bernardo e a própria capital e acaba se utilizando da estrutura do município quando adoecem. Isso, de certa forma, sobrecarrega os profissionais de saúde do município”, diz ele.