Montadoras anunciam conserto de respiradores e doação de equipamentos

Paula Cabrera

Montadoras do ABC tem se unido para vencer o coronavírus. Scania, GM, Mercedes e Volkswagen anunciaram diferentes auxílios para ajudar as cidades da região a atravessar esse momento.
Neste sábado (4/4), a Scania, localizada em São Bernardo, anunciou que irá consertar os respiradores quebrados dos hospitais públicos. O objetivo é arrumar 3,6 mil aparelhos e auxiliar no combate ao COVID-19. Este projeto é em conjunto com nove empresas e também com o Senai. O anúncio foi confirmado pela deputada estadual Carla Morando (PSDB).

A GM também anunciou auxílio no conserto de aparelhos nesta semana.
“O intuito é aumentar o número de aparelhos disponíveis para atender pacientes graves infectados pelo vírus Covid-19. O objetivo é consertar 100% desses equipamentos. A logística dessa ação busca esses aparelhos nos hospitais, levar até uma fábrica mais próxima, consertar com a mão de obra técnica voluntária treinada pelo SENAI. Depois de estar funcionando bem, retorna ao hospital de origem para ser usado no combate ao Covid-19, conhecido como coronavírus”, diz nota da montadora.

Nesta semana já foram recolhidos 22 aparelhos do Hospital Geral de Heliópolis e enviados para conserto na fábrica da GM, em São Caetano do Sul.
Já a Mercedes-Benz se juntou com universidades para produzir suprimentos necessários no combate à Covid-19.
Em parceria com o Instituto Mauá de Tecnologia e profissionais de áreas médicas, a empresa está desenvolvendo respiradores. Eles serão produzidos usando peças da indústria automotiva.
A Volkswagen anunciou a doação de 2 mil máscaras para São Bernardo e o empréstimo de cem veículos para deslocamento dos profissionais da saúde, transporte de equipamentos  e medicamentos, entre outras  necessidades ligadas ao combate ao coronavírus também São Bernardo.