Morte de advogada causa comoção em Mauá

Jovem de 24 anos era membro da Comissão de Direito dos Animais pela OAB Mauá e teria falecido de ataque cardíaco

Paula Cabrera

A morte da advogada Mayara Cunha Serrano causou comoção nesta quarta-feira (29/7) em Mauá. Mayara era membro da Comissão de Direitos dos Animais da OAB (Ordem dos Advogados de Mauá) e, segundo o presidente da entidade de Mauá, Jozelito de Paula, a jovem teria falecido por conta de um ataque cardíaco.
Mayara tinha apenas 24 anos. A OAB lançou uma nota lamentando pelo falecimento no início da manhã. Nas mídias sociais, muitos especulavam se a jovem teria sido vítima de covid-19, fato desmentido por Jozelito.
Já no início da tarde, o prefeito de Mauá, Atila Jacomussi (PSB) também publicou uma nota lamentando a partida prematura da jovem. “É com o coração apertado que, junto ao Bem Estar Animal, nos despedimos no dia de hoje, da amiga Dra. Mayara Serrano, membro da Comissão de Proteção e Defesa dos Direitos dos Animais da OAB Mauá. Mayara, sempre atuante nas ações voltadas aos animais, faleceu e deixará saudades aos amigos que conquistou nessa jornada. Sua estrela continuará brilhando”, disse o prefeito em nota.
O velório ocorreu no Vale dos Pinheirais e foi fechado apenas para a família da advogada.