Prefeitura de São Caetano inova com nebulização veicular contra Aedes aegypti

Em uma ação inédita na região, a Prefeitura de São Caetano do Sul inicia amanhã (06/05) nebulização veicular contra o Aedes aegypti. A máquina acoplada a uma caminhonete vai alcançar calhas, lajes e caixas d’água das moradias. O produto utilizado é um larvicida biológico, diluído em água, que mata a larva dos mosquitos, sem efeito nocivo aos seres humanos e animais de estimação.

Seu ingrediente ativo é uma bactéria que, ao ser ingerida pela larva, irá matá-la. Ele é dissolvido em água e colocado no gerador de aerossol que vai borrifá-lo em direção às residências e comércios. “É mais uma ação que estamos implantando para combater o mosquito e quebrar o ciclo de transmissão”, afirma o prefeito, José Auricchio Júnior.

“Depois de feita a aplicação, o produto tem efeito residual de até 60 dias reduzindo, em até 70%, a infestação larval”, explica a secretária de Saúde, Regina Maura Zetone.

“Ele age como controle do estágio larval de reprodução do mosquito e é altamente eficaz contra as larvas de mosquitos transmissores da dengue, chicungunya, zika vírus e febre amarela”, destaca o veterinário e coordenador do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), Fábio Bertola Agostini.

A nebulização veicular vai percorrer todos os bairros da cidade, a partir das 9h, iniciando pelo Fundação e, em seguida, Centro, Prosperidade, Barcelona, Santa Maria, Boa Vista, Nova Gerty, Mauá, Jardim São Caetano, São José, Cerâmica, Santo Antônio, Santa Paula, Olímpico e Oswaldo Cruz. O veículo vai trafegar a uma velocidade de até 15 km/h, fazendo o percurso de cada rua duas vezes para borrifar os dois lados. Cada bairro deve levar em média de dois a três dias para ter a atividade concluída.

Mesmo com essa atividade, os moradores devem manter os cuidados de prevenção no controle da proliferação do mosquito, como evitar acúmulo de água em vasos de plantas, tampar ralos pouco utilizados e colocar água sanitária e vedar caixas d’água, entre outros.

Gisele Lopes |Fotos : Eric Romero / PMSCS