Caio França assume presidência da CPI das Fake News

Deputado conversou com o JNC sobre o trabalho e garantiu que intenção é que as notícias falsas não afetem eleições municipais

Paula Cabrera

O deputado estadual Caio França (PSB) que assumiu neste mês a presidência da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) das Fake News na Assembleia Legislativa do estado de São Paulo, falou ao JNC sobre a importância da investigação para evitar o uso de noticias falsas nas eleições municipais deste ano. A CPI já havia sido autorizada em março, mas os trabalhos de iniciação fora paralisados em razão da pandemia do novo Coronavírus.
A Comissão tem a finalidade de apurar informações falsas disseminadas nas eleições de 2018. A investigação paulista pode ainda se conectar com a investigação que tramita na esfera federal. “Faremos uma apuração imparcial e justa, visando responsabilizar os disseminadores de notícias falsas de modo a inibir novas tentativas neste sentido, especialmente agora que nos aproximamos de mais uma eleição. As fake news comprometem a democracia”, destacou o presidente da CPI, Caio França.
O deputado deve entregar amanhã (3/7) um plano de trabalho da CPI, mas reforçou que a Comissão tem foco nas eleições de 2018 e que qualquer pessoa pode ser alvo da investigação. “Vamos encaminhar ofícios, requerimentos, fazer convocações para ouvir as partes. A ideia é também colaborar com o inquérito do Ministério Público Federal”, finalizou o parlamentar.