Mauaense incentiva e auxilia projeto no sertão mineiro

Apaixonado por futebol, Edilson Trindade conquistou patrocínio para as escolinhas de Dom Corrêa e Vermelho Novo

Por Paula Cabrera

O esporte é uma das paixões nacionais, principalmente o futebol. E é por meio dele que muitas crianças conseguem se manter afastadas de problemas. Foi pensando nisso que o mauaense Edilson Rosa Trindade começou a ajudar crianças do longínquo distrito de Dom Corrêa, na cidade de Manhuaçu, e agora na cidade de Vermelho Novo, em Minas Gerais. Com menos de 90 mil habitantes, a cidade ainda tem um capital que gira em torno da agricultura e uma carência muito grande em relação à atividades para as crianças e adolescentes.

Foi daí que surgiu a ideia do projeto social “Escolinha de Futebol Construindo a Cidadania”. Criado e administrado pela AECADC (Associação Esportiva para Crianças e Adolescentes de Dom Corrêa), o projeto tem como objetivo atender crianças e adolescentes da faixa etária entre dez e dezessete anos de idade. A principal atividade é uma escolinha de futebol e atualmente cerca de 100 crianças são atendidas pelo projeto. “Vi que eles dependiam do básico, então consegui patrocínios aqui na cidade para ajudá-los com materiais como uniformes, bolas, kit de colete, garrafas de água e material funcional”, diz Edilson.

Cabo da Polícia Militar, Welinton Tarcísio Armendani, presidente da AECA, afirmou que é graças ao empenho de todos e o apoio de pessoas como Edilson que iniciativas como essas se tornam realidade.
As aulas são ministradas pelo Cabo, que destaca a importância da implantação do projeto no distrito de Dom Corrêa. “A participação dos jovens é muito importante, tanto no convívio familiar, quanto social e escolar. Por outro lado, membros do projeto estarão acompanhando desempenho nas escolas, ruas e na família, onde serão cobrados por conta da disciplina. Esse projeto vem sendo desenvolvido no intuito de educar e transformar crianças e adolescentes em grandes atletas, onde se cria um convívio educacional na família, bem como na sociedade”.

Outro projeto desenvolvido pela AECADC é o “Lutando pelo Bem”, tendo como principal atividade a prática da arte marcial jiu-jitsu. As aulas são ministradas pelo Mestre Flavão, de Vermelho Novo. Flavão atua de forma voluntária, sendo que as aulas são realizadas num espaço cedido sem custos para a Associação, pelo Sr. José Roberto de Souza, membro do Conselho Fiscal da AECADC. No espaço também funciona a sede administrativa. Recentemente foi adquirido um tatame novo, no valor de R$ 3.300,00, fruto de doações de comerciantes e produtores rurais da região. “Fui muito audacioso e já começamos o auxílio para essa turma também. Nossa ideia é aumentar o número de crianças atendidas, mas dependemos muito de doações”, diz. Edilson afirma que uma turma de futebol feminino da cidade de Vermelho Novo também recebeu o auxílio de uniformes, bolas e kits com sua ajuda, no final de 2019. A cidade de cerca de 7 mil habitantes, reestruturou o Conselho Comunitário de Segurança Pública. Edilson também ajudou o Conselho no encaminhamento de todo o projeto, que hoje atende cerca de 40 crianças no futebol. Além do apoio recebido das empresas Suzantur, Stamparia, Lava-Rápido Jotão e o Jornal Nossa Cidade. “É uma população muito carente. Esses kits garantem uma felicidade incrível para eles e é algo que para gente custa muito pouco”, afirma.