Marcelo reajusta cartão merenda

Benefício foi renovado por dois meses com valores de R$ 80 para os 22 mil alunos da rede

Paula Cabrera

O prefeito de Mauá, Marcelo Oliveira (PT), confirmou nesta quarta-feira (13/1) que a cidade retomará nos próximos dias o cartão merenda, destinado aos alunos matriculados na rede municipal de ensino durante a suspensão das aulas por conta da pandemia. O benefício é pago mensalmente para 22 mil alunos da rede municipal.
Segundo Marcelo, a cidade prorrogou o benefício, incialmente, por mais dois meses, com reajuste de R$ 20 no valor pago. “O contrato que estava em curso, firmado pela gestão anterior, tinha validade até 2 de janeiro deste ano. Faremos um aditamento neste contrato, prorrogando-o inicialmente por mais dois meses e aumentando o valor do repasse para R$ 80 por estudante matriculado na rede municipal – o valor pago até dezembro foi de R$ 60”, disse o prefeito em suas mídias sociais.
Ainda segundo Marcelo, para auxiliar as famílias durante o mês de férias,  a cidade tem distribuído itens da cesta básica e kits de leite para alunos com idade até três anos.
“Outra medida já em curso é que desde a metade da semana passada temos feito a entrega de cestas básicas com produtos específicos para suprir a necessidade de alunos com até três anos de idade matriculados na rede. Estes kits estão sendo entregues nas escolas em que as crianças estudam para que as famílias façam a retirada.”
O JNC já havia adiantado a renovação do serviço. O último acordo de Atila para manter o benefício foi fechado com a empresa Ticket Serviços pelo valor total de R$ 4.180.915,20. O valor equivale a R$ 1.045.228,80 mensais para atender cada um dos 22 mil alunos da rede municipal. A decisão foi publicada no Diário Oficial do município de setembro, com validade de quatro meses.
A administração petista também analisa manter a entrega dos kits compostos de fórmulas lácteas para crianças de 0 a 4 anos. A licitação que previa a compra foi impugnada por uma das empresas participantes. A publicação foi feita nesta terça-feira (5/1) pela Prefeitura, mas foi assinada pelo secretário da gestão de Atila, com data de 23 de dezembro.

AULAS RETOMADAS
Após a reunião do Consórcio Intermunicipal do ABC, Marcelo revogou o decreto que mantinha aulas suspensas. A Nova norma foi publicada nesta quarta-feira (12/1l A ideia e permite a retomada em escolas privadas em 18 de fevereiro e, na rede pública, em 1° de março. “O retorno às aulas, porém, está condicionado ao calendário de vacinação no país e à situação de momento nos municípios próxima às datas. Para acompanharmos o acordo firmado com as demais prefeituras, um novo decreto será editado em nossa cidade em substituição ao documento que mantinha a suspensão das aulas por tempo indeterminado em Mauá”, explicou Marcelo.