Consórcio Intermunicipal define que aulas nas escolas particulares não devem voltar neste ano

São Bernardo, São Caetano e Diadema deverão dar parecer final em 30 de setembro, outros municípios já baixaram martelo na decisão

Paula Cabrera

O Consórcio Intermunicipal do ABC confirmou nesta terça-feira (11/8) que as aulas deverão retornar apenas em 2021 na maior parte da região. Santo André, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra já confirmaram que a rede particular de ensino não deverá ter permissão de retorno neste ano. São Bernardo, São Caetano e Diadema deverão definir até 30 de setembro se autorizam o retorno neste ano letivo. A expectativa do governo do Estado é de liberar as aulas em 8 de outubro.
A decisão foi tomada em assembleia do dos prefeitos nesta manhã. A decisão colegiada dos prefeitos segue orientação dos Grupos de Trabalho Educação e Saúde da entidade regional, que reúnem representantes das pastas das sete cidades. “O objetivo é garantir a saúde e a proteção da vida de crianças, famílias e profissionais da Educação.)”, afirma nota da entidade.

Escolas particulares pedem socorro
O sindicato das escolas particulares ainda não se manifestou, mas na última semana, adminitradores dos colégios em Mauá e em São Bernardo promoveram passeatas pedindo a autorização de reabertura. As escolas enfrentam problemas de inadimplência e de fuga em massa de alunos para a rede pública.